Léo Kenichi e a experiência nas montanhas de Mairiporã

“Nunca falei sobre os kits de corrida. É algo com o que eu não ligo, mas o que me chamou mais atenção, de verdade, foi ter vindo um calendário no kit. E o bom dele é que tem marcado os dias das etapas, os feriados e cada mês tem foto de algum corredor de cada etapa. Quem sabe um dia não sai uma foto minha no calendário hein?! Parabéns à organização em incluir no kit um item útil em nosso dia-a-dia.

Fui nessa corrida sem pretensão de pódio e tempo. Começar a temporada em janeiro é complicado. Ainda estou em preparação de base e fui mesmo pra cumprir a tabela das etapas. É meu desejo fazer todas as etapas. Não quis largar na frente pra não ir na pilha dos que foram pra brigar pelo pódio. Fui mesmo pra fazer um treino específico para as outras etapas do ano.

Aqui havia aproximadamente 4K prova. Já fiz alguns treinos e provas azedos, mas um trecho que tinha que subir na diagonal, nunca. Subi caminhando mesmo, o pé ficava direto virado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estava muito feliz em saber que estava no topo da montanha. Cerca de  4,5-5K. Essa foto também representa um pouco das corridas de montanha… a neblina no topo.

 

 

 

 

 

Aqui eu já estava descendo as montanhas. Acumulando mais de 5K. Que que paisagem linda!  Parabéns aos fotógrafos pelos clicks durante o percurso. Ficaram em pontos estratégicos.

 

 

 

Aqui eu já estava nos últimos 3K de prova. Mais de 2K no asfalto e descida. Deu pra desenvolver bem a velocidade. Pace de 4:10, 4:06 e fechando 4:22 os três últimos quilômetros. O último era ter saído abaixo de 4, mas uma caimbra no fim me fez voltar trotando. Os últimos trechos foi na emoção de saber que dava pra correr. Consequentemente ganhei algumas posições.

 

 

 

 

 

 

 

A estreia foi boa. Nono lugar geral e 1º na categoria no percurso médio. Fiquei feliz não só pelo resultado, mas com a experiência que tive sobre as montanhas. É um estilo de prova que temos que usar a cabeça. Se não soubermos dosar a intensidade em determinados momentos, podemos comprometer o nosso rendimento no resto do percurso. Pra quem não conhece ou tem interesse, eu recomendo muito participar dessas provas. O legal delas é que tem pontuação de ranking. Sem contar que a imprevisibilidade na montanha é incrível. E a paisagem, melhor ainda. Coisas que só a montanha nos proporciona.” Léo Kenichi Veja mais: lkrunner.blogspot.com.br